Textos


BICICLETA
 
No  giro da roda
o mundo para.
Eu rodopio desvendando
os  segredos  do  ar
que  vai  ventando.
 
O  real  estanca para dar passagem.
 
A  Poesia
inventa a vida paralela
...eu  seria  capaz de morrer
por   amor a ela.
 
O POEMA impede:
injeta ânimo e vontade.
 
E a ciclovia se faz: 
Poesia, Bicicleta, Poema.


 
 
Leonardo Lisbôa
Barbacena, 17/03/2013.
Caderno: Sob o Céu à Beira Mar.
 
Gosta de Poesias e Crônicas?
Então curta a página POETAR:
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte
 
 
_ POETAR_
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte/
http://www.leonardolisboa.recantodasletras.com.br/
#poetarfacebook      #leonardolisboarecantodasletras
 
 
 
ESCREVA PARA O AUTOR:     
conversandocomoautor@gmail.com
 
Leonardo Lisbôa
Enviado por Leonardo Lisbôa em 22/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários