Textos


Perfil  de Rede Social Sem Foto

 
Sinto falta de rosto.
Vejo na outra face,  a minha cara.
 Alguém não é tão feio que não possa  se mostrar.
 
Todos não são tão belos de  modo
a  fazer  a igualdade anular
qualquer superioridade ou vaidade.
 
Ninguém é tão Sol fulgurante.
Ninguém é tão Lua plácida.
 
Nada impede a pessoa se mostrar.
Nada é tão monstruoso que se tem que   esconder.
 
Quando nos vemos,
vemos a divindade celestial
e
 vemos o bestial que venceu
a profundidade telúrica.

 

 
Leonardo Lisbôa
Barbacena, 12/04/2018
Caderno da Senectude
Direitos do texto e foto
reservados e protegidos.
L.L..
 
Gosta de Poesias e Crônicas?
Então curta a página POETAR:
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte
 
 
_ POETAR_
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte/
http://www.leonardolisboa.recantodasletras.com.br/
#poetarfacebook      #leonardolisboarecantodasletras
 
 
 
ESCREVA PARA O AUTOR:     
conversandocomoautor@gmail.com
 
Leonardo Lisbôa
Enviado por Leonardo Lisbôa em 12/04/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários