Textos


Diário de Madalena Proust

 
Sinto dificuldades  em ouvir bem. Desde criança. E por isto não me peça para cantar,  sou a desafinação em pessoa.
 
Quando criança, no pré-primário, a professora, e não Tia e sim Dona – assim era chamada – pediu que levássemos  cascas de coco para começar iniciação musical. Que desarranjo que eu era. A turma batia as cascas para lá e eu batia as cascas para cá.
 
Depois,  vieram os desfiles de 7 de Setembro em que tínhamos que marchar à moda nazista como se iniciara no Estado Novo de Getúlio Vargas. O bumba batia bum! e o tarol, tataratá, e a mão do (des)educador físico estalava em minha perna direita ao som de seus gritos neuróticos: “Aprenda a marchar, pereba!”. O problema não eram as pernas.  Eram  os ouvidos.
 
Por volta dos dezessete anos, por ter a voz grave, fui convidado para participar de um Coral. Só via os olhares dos componentes aborrecidos com minha desafinação. Eu saí antes de ser desconvidado. O problema eram os meus ouvidos.
 
Comecei a lecionar. E como professor eu tinha que estar atento aos 30 a 40 alunos da turma. Com isto apurei a audição. Os meus ouvidos tornaram-se antenas parabólicas capazes de captar qualquer ruído em sala. Tornei-me capaz de ouvir qualquer cochicho!
 
Saio à rua e sinto até minhas orelhas se moverem como as de um cachorro que dançam as suas para melhor ouvir.  Em casa eu sou uma indelicadeza: não quero ouvir conversa e nem intimidades de quem nela está ou de vizinhos, mas meus ouvidos... Captam tudo! Mas, mesmo assim, eu continuo desafinado.
 
Já o meu olfato é uma pureza.  A cada odor é uma memória com suas saudades e reminiscências. Vem junto com a vontade de a tudo escrever para deixar registrado. Sinto-me assim um verdadeiro  Diário de Madalena Proust.



Leonardo Lisbôa
Barbacena, 02/05/2018
Direitos do texto e foto
reservados e protegidos.
L.L..
 
Gosta de Poesias e Crônicas?
Então curta a página POETAR:
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte
 
 
_ POETAR_
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte/
http://www.leonardolisboa.recantodasletras.com.br/
#poetarfacebook      #leonardolisboarecantodasletras
 
 
 
ESCREVA PARA O AUTOR:     
conversandocomoautor@gmail.com
 
Leonardo Lisbôa
Enviado por Leonardo Lisbôa em 02/05/2018
Alterado em 02/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários