Textos


INCONFIDÊNCIAS, a mineira e a Outra  - BVIW
 
Libertas quæ sera tamen... Nascemos, nós mineiros, com a liberdade no inconsciente.
 
E foi assim que, nos idos de setenta, aqueles cabeludos metidos a hippies, fizeram a travessura de invadir o templo rococó em plena noite de breu. E lá desvestiram os santos de suas capas e roupas de veludo italiano e cetim. Roubaram tudo!*
 
As musas lhes fizeram do saque, coletes, ponches e calças pantalonas.
 
Para se vingarem das palmatórias seguidas  afligidas nas aulas de latim nos seminários e internatos celibatários, agora já adultos, eles combinaram seguir  a procissão de Corpus Christi.
 
Conjurados, pois! Inconfidentes para com os padres.
 
Foram!
 
Iam  atrás do cortejo. Os anjinhos com incensos nas mãos coravam aleluias. E eles lá atrás  replicavam: “Liberdade, liberdade, Bicho! E paz e amor para todo mundo.”
 
Pobres moços! De tanto fumar maconha morreram tísicos... Mas seus últimos suspiros lhes aliviavam as neuroses: “Liberdade Ainda Que Tardia”.
Nesta Barbacena dos Loucos é cada “causo” que se conta.
 



*Nos anos 80 me juraram em relato que isto aconteceu na Igreja da Boa Morte.

 .
 
Leonardo Lisbôa
Barbacena, 18/05/2018
Direitos do texto e foto
reservados e protegidos segundo
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.
 
 
 
Gosta de Poesias e Crônicas?
Então curta a página POETAR:
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte
 
 
_ POETAR_
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte/
http://www.leonardolisboa.recantodasletras.com.br/
#poetarfacebook      #leonardolisboarecantodasletras
 
 
 
ESCREVA PARA O AUTOR:     
conversandocomoautor@gmail.com
 
Leonardo Lisbôa
Enviado por Leonardo Lisbôa em 23/05/2018
Alterado em 24/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários