Textos


Superando   Amores   Nefastos
– Rivalidade da Mariposa e Borboleta –
 
 
a Cigarra canta, no jardim, 
ao pé da árvore
do Conhecimento da Humanidade
 
a Cigana lê a sorte:
 – morrerás de saudade se a garra
de teus amores nostálgicos cultivares
 
a Cigarra carpideira
se rompe em lamúria
 
a Cigana desaparece
na fumaça de seu cigarro
 
a Borboleta pousa
no gradil da janela:
Tudo se revestiu de anil.
 
 e se bebeu  licor de anis
novo amor surgiu
 
No canto espreita a Mariposa.
do encanto, Boletas aos Borbotões.
 
*Foto gentilmente cedida pela Poeta Marli Carvalho da Silva.
 
 
Leonardo Lisbôa
Barbacena, 23/08/2018
Caderno da Senectude
 
 
Direitos do texto e foto
reservados e protegidos segundo
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.
 
 
 
Gosta de Poesias e Crônicas?
Então curta a página POETAR:
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte
 
 
_ POETAR_
https://www.facebook.com/PoetarPoesiaArte/
http://www.leonardolisboa.recantodasletras.com.br/
#poetarfacebook      #leonardolisboarecantodasletras
 
 
 
ESCREVA PARA O AUTOR:     
conversandocomoautor@gmail.com
 
Leonardo Lisbôa
Enviado por Leonardo Lisbôa em 23/08/2018
Alterado em 23/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários